Mentira, Retrocesso & Totalitarismo Ideológico

Rápida & subjetiva reflexão sobre o cancelamento da exposição Queermuseu em Porto Alegre.

“Travesti de lambada e deusa das águas“ (2013), obra de Bia Leite presente na exposição. DIVULGAÇÃO
Kim Katakokinho, garoto-propaganda do MBL, ao lado de seu amigo Eduardo Cunha.

“Fomos examinar in loco, ver realmente quais obras que teriam conteúdo de pedofilia. Verificamos as obras e não há pedofilia. O que existe são algumas imagens que podem caracterizar cenas de sexo explícito. Do ponto de vista criminal, não vi nada”

E continua:

“Não há crianças e adolescentes em sexo explícito ou exposição de genitália de crianças e adolescentes. Também não há obras que façam com que a criança seja incentivada a fazer sexo com outra criança.”

Ou seja, toda a narrativa difundida pelos integrantes do MBL é mentirosa, criada apenas com o intuito de denegrir e reduzir a importância da exposição.

Pedrinho do MBL
Pedrinho do Bonde

“esses quadros oferecem menos riscos aos bons costumes que qualquer cd de axé e sertanejo beneficiados pela lei Rouanet.”

Uma das funções da Arte é jogar luz sobre temas obscuros (em geral, obscurecidos) e propiciar debates acerca dos mesmos, e sob esta óptica, toda essa repercussão poderia ter sido o gatilho para essa importante discussão, especialmente através de ações educativas que poderiam ter sido promovidas pela instituição em questão.

poeta | editor | artista visual | produtor cultural | etc. @nadastudiocriativo :: bio.fm/bagadefente :: be.net/nadastudiocriativo

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store